• Vinho Casa Silva Reserva Cuvée Carmenère

Vinho Casa Silva Reserva Cuvée Carmenère

  • R$99,00
  • R$85,00


Simulador de Frete

Mais sobre o Vinho Casa Silva Reserva Cuvée Carmenère

  • PRODUTOR - Vina Casa Silva, Casa Silva é hoje considerada uma das vinícolas mais prestigiadas do Chile, líder da nova geração de produtores de vinhos finos. Focada unicamente no segmento de vinhos premiums. Vina Casa Silva tem sido premiada nos concursos mais importantes do mundo. Vina Casa Silva tem seus escritórios localizados junto a Bodega, em São Fernando Valle de Colchagua, isto permite supervisionar e acompanhar de perto a todas as operações e detalhes. "La diferencia real esta en los detalles". A relação com a terra e o vinho é parte diária dos membros da família Silva. Vina Casa Silva cumpre uma atividade específica, particular e profissional, com o orgulho de quem vive e quer continuar vivendo uma estreita relação com a terra e o vinho, fazendo disto uma forma de vida. 

  • TIPO DE UVA - Carmenere
  • REGIÃO PRODUTORA Vale de Colchagua
  • PAÍS - Chile
  • SAFRA - 2018
  • VOLUME - 750ml
  • DEGUSTAÇÃO - Vinho Casa Silva Reserva Cuvée Carmenère, Cor vermelho rubi intenso. Aroma: No nariz é delicado, levemente picante, com notas de frutas negras e cerejas. Paladar: Redondo e poderoso na boca, de taninos firmes e notas de amoras. Final longo e elegante.
  • AMADURECIMENTO - Vinho Casa Silva Reserva Cuvée Carmenère, Maceração pré-fermentativa por 8 dias a 6°C. Fermentação alcoólica em tanques de aço inoxidável durante 10 dias, de 26°C a 28°C. Maceração pós-fermentativa por 6 a 10 dias. Envelhecimento: 60% em barrica de carvalho francês durante 8 meses, 40% em tanques de aço inoxidável.

Outras informações do Vinho Casa Silva Reserva Cuvée Carmenère

    • DESTAQUE - Vinho Casa Silva Reserva Cuvée Carmenère
    • ACOMPANHAMENTO - Carnes grelhadas sem muita gordura, massas e risottos.
    • INFORMAÇÕES - Vinho Casa Silva Reserva Cuvée Carmenère, A uva Carménère é outra variedade originária de Bordeaux. No século XVIII era uma casta comum nos vinhedos do Médoc, mas se tornou uma raridade por lá. Levada para o Chile no século XIX, durante muito tempo a uva Carménère foi confundida com a casta Merlot. Somente em 1994, nos vinhedos da Viña Carmen na região do Chile, ela foi corretamente identificada pelo ampelógrafo Jean-Michel- Boursiquot (profissional que estuda, identifica e classifica os tipos de uva).

    Escreva um comentário

    Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.